quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Sopa de Alho-Francês

Cá por casa come-se sempre muito alho-francês. Porquê? Porque gostamos! Combina quer com carne, quer com peixe, dá para pôr em tartes salgadas, sopas, estufados, assados... Enfim..., fica sempre bem!
Para hoje apresento-vos a sopa de alho-francês ou de 'poirrot', como lhe chamam os franceses. E sim, se traduzíssemos o nome do famoso detective de Agatha Christie, Poirrot, o seu nome em português seria Alho-Francês...
Apartes à parte, sigamos com a receita. Iremos precisar para mais ou menos seis pratos de sopa, de:
  • 4 a 6 talos de alho francês dependendo do tamanho
  • 6 batatas médias
  • 1 cebola grande
  • duas cenouras
  • sal, azeite

Primeiro põem-se a cozer as batatas com as cenouras e a cebola já com o sal. Depois de tudo cozido, reduz-se a puré com a varinha mágica. Acrescenta-se de seguida um fio de azeite e os alhos-franceses já lavados e cortados aos pedaços como se apresentam na figura: Depois é só deixar cozer uns 15 a 20 minutos em lume médio mexendo regularmente. No final, obtém-se uma sopa bastante cremosa e saborosa. Bem simples de fazer e regra geral, toda a gente gosta.

Ó p'ra ela já servida acompanhada por alguns bocadinhos de broa de mistura (milho e cevada).
Infelizmente a broa não a encontro cá em baixo no Alentejo. Esta veio directamente do Alto Minho!

4 comentários:

Nena disse...

Hum...deve ser uma delícia,obrigada pela receita.
Um beijo,Nena

Sônia Maria disse...

Oi, Maria!
Sua simpática visita e comentário me fizeram feliz.
Agradecida!
Seu blog é lindo!
Que casa branca mais charmosa! Isso é uma parreira em sua fachada?
Abraços, laçadas e beijos, a você e a Sra. sua mãe.
Sônia Maria

Pão, Bolos e Cia. disse...

Olá, cá por casa também gostamos de alho francês, ontem foi dia de sopa de alho francês, por acaso.
A sua ficou muito cremosa.

Quanto à MFP, o pão não fica igual ao de compra, mas temos pão quente à hora que quisermos, com as farinhas e outros ingredientes que quisermos. Uso muito para amassar as massas, de pão, pizzas... e depois assá-las no forno, com a forma que lhe quisermos dar, já que na MFP a forma do pão é quadrangular.
Eu acho que vale a pena.
Quanto às indicações para pão manualmente, geralmente costumo deixá-las, mas às vezes esquece. Mas todas seguem as mesmas regras, farinha, abrir buraco, água/leite morno com o fermento dissolvido e outros ingredientes, amassando de dentro para fora, envolvendo a farinha aos poucos.

Obrigado pela visita.

mesa para 4 disse...

Olá vizinha de cima !!!

Gostei muito da tua cozinha ...e que bela sopinha ...beijinho